Em menos de 48 horas, dois crimes bárbaros são registrados em Cruzeiro do Sul

A vítima identificada pelo nome de Francisco Leudomar Tertuliano da Silva, 34 anos, o “Bem mal”, foi morto a golpes de terçado na noite de sábado, 3. O golpe partiu a cabeça da vítima e os demais golpes quase que decepam os braços e pés.

O crime aconteceu na Vila São Pedro, localizada entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves, no Vale do Juruá.

A brutalidade do crime deixou a pequena comunidade em estado de choque e, segundo informações de testemunhas, a vítima estava consumindo bebida alcoólica em uma borracharia e quando caminhava em direção à casa foi atacado por José Barbosa da Cruz, 36 anos, que armado de um terçado passou a aplicar vários golpes contra a vítima que teve a cabeça partida ao meio e braços e pés quase que decepados.

Após cometer o crime, o acusado saiu caminhando pela rua principal da Vila com a arma em mãos caminhou em direção a uma igreja onde se sentou na porta. Em seguida foi até a sua casa trocou de roupa e fugiu.

Vítima é mutilada em 2º crime cometido em menos de 48 horas
Os moradores da Vila São Pedro vivenciaram em menos de 48 horas dois crimes bárbaros.

Na noite do dia 1º, a dona-de-casa Maria das Graças Henrique de Menezes, 32 anos, foi barbaramente assassinada quando estava em casa na companhia de um filho menor de idade e teria descido até o quintal da casa para receber uma visita.

Horas depois o corpo da mulher foi encontrado retalhado a golpes de terçado e com os membros praticamente decepados.

As características dos dois homicídios chamaram a atenção da polícia, que no caso da mulher não conseguiu identificar o autor e o motivo para o crime bárbaro.

Outro fato que chama a atenção da polícia daquela cidade é que tanto a vítima como o acusado do último homicídio registrado na Vila São Pedro tiveram relacionamento amoroso com a mulher assassinada na quinta-feira.

Diante de tais coincidências a polícia já trabalha com a hipótese dos crimes terem uma co-relação.

Mas, somente com a prisão de José Barbosa, acusado de matar Francisco Leudomar, o “Bem mal” é que a polícia poderá esclarecer se os crimes estão relacionados ou não.

O clima de tensão e medo tomou conta do pequeno vilarejo, onde ocorreram os dois homicídios brutais em menos de 48 horas.

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation