Incêndio no lixão destrói vegetação e ameaça moradores

Mais um incêndio, desta vez, de grandes proporções foi registrado na capital acreana.
Lixao
No final da tarde desta terça-feira, 3,  o vigilante do Lixão de Rio Branco, localizado na estrada da Transacreana observou que parte da vegetação próximo ao lixão e também boa parte da área do aterro estavam pegando fogo.

O fogo que iniciou no começo da tarde se prolongou até a noite. Homens do corpo de bombeiros, exército, trabalharam durante horas para tentar conter o incêndio. Tratores foram usados para evitar que o fogo se propagasse e atingisse alguma residência.

O trânsito no local ficou complicado por causa da grande quantidade de fumaça, o que dificultou a visão dos motoristas. Vários moradores também reclamaram por causa do forte cheiro da fumaça que invadiu as casas próximas ao lixão.

O Secretário Municipal de Meio Ambiente Artur Leite esteve no local junto com o Diretor Presidente da Semsur, Francisco Cesário Braga.

Segundo o Secretário, é possível que o fogo tenha começado em uma pequena fazenda de pasto na estrada do Calafate, mas essa hipótese ainda será investigada pelas autoridades.

Nessa fazenda, desde a manhã desta terça-feira homens do corpo de bombeiros, IMAC e até policiais vinham trabalhando para conter o fogo e investigar as causas. A perícia já estava no local para investigar onde iniciou o fogo.

De acordo com Artur Leite, todas as investigações serão feitas no intuito de que os verdadeiros culpados sejam punidos por mais esse crime ambiental.

Na oportunidade, Francisco Cesário aproveitou para alertar mais uma vez sobre o perigo de pequenas queimadas em pastos e quintais nessa época do ano.

Lixao_1

Lixao_2

Lixao_3

Lixao_4

Lixao_5

Lixao_6

Lixao_7

Lixao_8

Assuntos desta notícia


Join the Conversation