Detran constata crime de falsidade ideológica durante exame

Durante a aplicação da prova teórica do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC), sábado, 16, na Escola Veiga Cabral,município de Senador Guiomard, os examinadores da autarquia verificaram que um candidato realizava a prova teórica no lugar de outra pessoa.

O presidente da banca de examinadores, Sérgio Luiz Vasconcelos, disse que a carteira de identidade de um dos presentes estava adulterada. Ele percebeu que havia uma fotografia colada com a imagem do suposto “candidato”.

“Para que não causasse tumulto e, consequentemente, atrapalhasse o restante dos candidatos, esperamos a pessoa terminar o exame e acionamos a Polícia Militar”, destaca Sérgio.

O cidadão confessou o crime e disse que estava fazendo a prova em nome do amigo, pois este já tinha realizado a prova várias vezes e não conseguia ser aprovado. O rapaz que estava tentando fazer o exame foi preso em flagrante pelo crime de falsidade ideológica conforme os artigos 297 e 299 do Código Penal.

Segundo o diretor-geral do Detran, Reginaldo Prates, o órgão já identificou outros crimes desta natureza nos municípios de Acrelândia, Brasileia e Capixaba. “Considerando as exigências legais para se obter uma carteira de habilitação, os candidatos devem passar por rigorosos critérios de avaliações e dessa forma, contribuir significativamente na redução de acidentes. A autarquia vem trazendo melhorias nos procedimentos, mas infelizmente, ainda constatamos flagrantes de pessoas que querem se beneficiar de maneira errada”, enfatiza o diretor. (Ascom Detran)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation