Prefeito de Acrelândia é preso por envolvimento na morte de Pinté

O prefeito do município de Acrelândia, Carlos Augusto de Araújo, foi preso ontem, 7, sob acusação de envolvimento na morte do vereador e presidente da Câmara de vereadores daquela cidade, Fernando José da Costa, 46 anos, o ‘Pinté’, executado com seis tiros no dia 1º de maio deste ano, no quintal de casa, no Centro de Acrelândia.
Prefeito_de_Acrelndia
O prefeito foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi submetido a exame de corpo de delito e, em seguida, transferido para o presídio, onde ficará à disposição da Justiça.
Além do prefeito, estão presos a vereadora Maria da Conceição Araújo, mãe do prefeito, o secretário de gabinete de Acrelândia, Jonas Prado, e o secretário de Educação do município, Joabas Carneiro. Os três foram presos no dia 24 do mês passado e estão no Presídio Dr. Francisco de Oliveira Conde.


José Valcir da Silva, secretário de Obras de Acrelândia, que era considerado foragido da Justiça, se entregou na manhã de ontem, na Delegacia da Mulher, na Capital.
Eles são acusados de supostamente formar um consórcio que patrocinou R$ 30 mil com dinheiro público para um pistoleiro executar o vereador Pinté.

Motivo para o crime
Segundo investigações da Polícia Civil, o vereador Fernando José da Costa, Pinté,  descobriu um esquema de corrupção envolvendo pagamento de propina em forma de diárias, por parte da Câmara Municipal, referente ao Fundeb e outros esquemas relacionados à corrupção, tal como prestações de contas fraudadas.

Pinté teria revelado a amigos que faria a denúncia publicamente, chegando a contar parte do esquema e envolvidos no esquema fraudulento.
Os comentários do verea-dor teriam chegado ao conhecimento dos supostos envolvidos, que teriam decidido montar um “consórcio” que financiou o pagamento do pistoleiro que executou Pinté.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation