Avançar mais

Uma visita ao parque de exposições, onde se realiza a Expoacre, mostra que a pecuária alcançou bons níveis no Estado, alguns até de excelência, pelos motivos conhecidos. Trata-se agora de investir mais em pesquisa, em produtividade e, sobretudo, na recuperação das áreas degradadas. O mesmo não se pode constatar em outros setores que se encontram bastante atrasados e insuficientes para atender a demanda do Estado.

Na produção, por exemplo, de grãos e alimentos de modo geral, o Estado precisa avançar e muito. Não produz sequer o suficiente para seu consumo interno, apesar da população não atingir ainda 1 milhão.
O mesmo vale para o setor extrativistas ou neo-extrativismo, considerando que o Estado ainda possui cerca de 80% de sua cobertura florestal, um ativo econômico dos mais valiosos. Alguns projetos, algumas iniciativas vêm sendo feitos nos últimos anos, mas é preciso avançar mais e mais.

Neste aspecto, está correto o atual Governo em investir na piscicultura e na criação de animais domésticos, como aves e ovinos. Por que não? Desde que se tomem os devidos cuidados técnicos, se ofereça assistência aos pequenos e médios produtores, os resultados vão aparecer.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation