Dar o salto

Mais uma vez anteontem, no lançamento da logomarca da Expoacre, o governador do Estado insistiu no aumento e na diversificação da produção, no que está correto.

Depois de um período de grandes obras de infra-estrutura, o Estado precisa dar esse salto para incrementar sua economia, visando, sobretudo, a criação de postos de trabalho e renda.

Logo mais, a rodovia Transoceânica deverá ser inaugurada e o Acre precisa tirar proveito da ligação que será aberta com os países andinos, que representam cerca de 30 milhões de consumidores, e mesmo dos mercados asiáticos.

Para tanto, é preciso produzir em quantidade suficiente para o mercado interno e para a exportação. Sem produção, corre o risco de se tornar apenas uma passagem ou um corredor para outros estados produtores. Aliás, como já se noticiou, há empresas de outros estados que já estão negociando e faturando com essa rodovia.

Apesar da resistência de alguns setores ou por questões de política menor ou por uma visão utópica não há outra saída para o Estado senão investir na produção. Evidentemente, com os devidos cuidados ambientais e sem perder sua identidade.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation