Jogo será no Arena, mas pode ser portões fechados

A Secretaria de Educação e Esportes (SEE), juntamente a Federação de Futebol do Acre (FFAC), estiveram reunidas com a Promotora de Justiça, responsável pela pasta de Defesa do Consumidor, Alessandra Garcia Marques, para tentar viabilizar a liberação do estádio Arena da Floresta para os jogos da série C e D do Campeonato Brasileiro de Futebol.

A promotora lembra que os itens detectados falhos – mais de 100 no total – no estádio Arena da Floresta, haviam sido alertados para a direção do complexo esportivo desde a candidatura do Acre para ser uma das sedes para a Copa do Mundo de Seleções de 2014. Alessandra lamenta pelo fato do secretário Mauro de Deus “pegar tudo já acontecendo”, mas só está fazendo o que reza o Estatuto do Torcedor.

O secretário de Esportes, Mauro de Deus, não foi contatado durante a tarde, mas apurou-se que esteve com os procuradores de Justiça do Ministério Público viabilizando um “termo de ajuste” para a liberação total do Estádio. O presidente da FFAC, o advogado Antônio Aquino, explicou que o local dos jogos será o Arena da Floresta, mas “se não tiver os laudos, poderá ser de portões fechados”, lamentou.

Chegou-se a correr um boa-to do veto a todos os estádios na Capital, mas logo foi negado. Quando indagado sobre a situação, o presidente do Rio Branco FC, Natal Xavier, disse: “as vezes chego a pensar se não seria melhor fechar tudo e abandonar de vez a competição?”.

A programação no Arena da Floresta é no sábado e domingo pelas duas competições nacionais. No sábado, o Plácido de Castro/AC enfrenta o atual líder de seu grupo, o Cuiabá/MT, às 19h. E no domingo, pela série C, o Rio Branco/AC recebe o Luverdense/MT, às 19h, vice-líder do grupo A.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation