TV Acre acaba jejum e vence Campeonato da Imprensa

Nas quatro linhas todos os ingredientes para um jogo digno de uma decisão de competição: rivalidade, garra, gols, chances perdidas e, é claro, muitas reclamações. Mas nem mesmo os dois tempos foram suficientes para definir o campeão da 7ª edição do Campeonato da Imprensa de Futebol Soçaite Sinjac/Sindcol. No final a TV Acre garantiu o primeiro título na sua história ao vencer a TV Rio Branco.
“Esse foi o melhor Campeonato já realizado. Digo isso não apenas pela nossa conquista, mas por tudo dentro e fora de campo”, disse Jeferson Dourado, atacante da TV Acre. “Está de parabéns a organização, o Rutemberg (Crispim) por esta edição”, acrescentou Demóstenes Nascimento, volante da TV5, eliminado na semifinal.

Como se propôs – uma grande festa de confraternização – houve um verdadeiro revezamento de repórteres e comentaristas nos dois microfones que serviram para transmitir ao vivo para os presentes no campo da AABB. Entre eles Demóstenes, Paulo Roberto e Paulo Célio faziam de tudo para entreter não apenas os torcedores, mas mesmo os jogadores, deixando o clima – até então tenso por se tratar de uma decisão, descontraído -, com comentário a cada jogada bonita ou bizonha.

Enquanto a festa se fazia fora das quatro linhas, a TV Rio Branco se aproveitou de uma falha da defensiva da TV Acre para marcar com seu artilheiro, Ricardo, pegando um belo chute no canto direito, fazendo 1 a 0, isso aos 12 minutos da etapa inicial. O gol deixou Ricardo na artilharia juntamente com Ely (TV Acre), ambos com seis gols.

Por se tratar de profissionais da comunicação e não atletas da bola, normalmente os jogadores da TV Acre caiam de rendimento na 2ª etapa, devido o fator físico, porém não foi isso que ocorreu. Cada jogador da TV Acre se doou um pouco mais, conseguindo emparelhar o jogo. E, aos 13 minutos, Jeferson Dourado fez jogada individual, batendo no canto do goleiro Leca, deixando tudo igual em 1 a 1.

A partir daí as duas equipes foram “burocráticas” dentro de campo, pensando muito mais na parte defensiva e se arriscando muito pouco. No apito final de Antônio José e Antônio Neuricláudio, a decisão foi para as penalidades. Os goleiros Henrique (TV Acre) e Leca (TV Rio Branco) defenderam uma cobrança cada – Jeferson e Ricardo, respectivamente. A TV Acre marcou com Ely e Paulo Henrique, enquanto Ingresso converteu para a TV Rio Branco e Duaine bateu para fora, dando o título inédito a TV Acre.

Na escolha dos melhores, o goleiro Leca foi eleito o melhor na posição pelo que fez no Campeonato. Empatado, o critério para premiar o artilheiro foi a idade, vencendo Ely Alves. O troféu ao capitão do vice-campeão, Márcio Nunes, foi entregue pela mãe e viúva de Edmilson Ferreira, atleta da Tribuna, que foi vítima de uma fatalidade após a primeira rodada. O troféu de campeão, que recebeu o nome do ex-presidente do Sinjac e idealizador do Campeonato da Imprensa – Raimundo Afonso – foi entregue ao capitão da TV Acre, Jeferson Dourado.

Também foram homenageados com certificados os apoiadores do Campeonato: Sérgio Pessoa (Sindcol), Elon Machado (AABB), Raimundo (Liras Lanches), deputado Jamil Asfury e Tchê, Ailton Oliveira representando o prefeito de Plácido, Paulinho Almeida, Antônio Aquino (Federação de Futebol do Acre), e a Assembléia Legislativa.

Encerrada a festa de premiação, torcedores, cartolas e torcida participaram de um churrasco na choupana da AABB, que durou todo o restante da manhã agradável de domingo. “Isso que faz valer a pena esse tipo de competição, a confraternização”, avalia Marcos Vicentti, presidente do Sinjac.

Campeões – 2005 Jornal A Gazeta; 2006 TV Gazeta; 2007 TV Rio Branco; 2008 Jornal A Gazeta; 2009 TV Aldeia; 2010 TV Gazeta; e 2011 TV Acre.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation