Previdência registra déficit de R$ 1,9 bilhão

A Previdência Social registrou saldo negativo de R$ 1,903 bilhão em junho deste ano. Esse valor é 35,8% menor do que o verificado no mesmo período de 2010, quando o déficit foi de R$ 2,967 bilhões. O resultado de junho é decorrente de uma arrecadação líquida total de R$ 19,612 bilhões menos as despesas com o pagamento de benefícios no valor total (R$ 21,515 bilhões). Os dados foram divulgados, ontem, pela própria Previdência.

Para o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, o resultado só foi alcançado graças ao aquecimento de mercados. “O mercado de trabalho aumentou e a economia cresceu. Não houve ainda uma desaceleração. Senão, não teríamos um resultado desse”, afirmou.

No 1º semestre deste ano, o rombo nas contas do INSS chegou a R$ 19,779 bilhões. Em comparação com o 6 primeiros meses de 2010, o déficit recuou 18,9%. O pagamento de benefícios previdenciários no 1º semestre foi de R$ 131,211 bilhões. Já a arrecadação da Previdência Social, neste intervalo, somou o valor de R$ 111,431 bilhões.

“Excluídos os meses de dezembro, foi o melhor resultado mensal desde março de 2004. Esse também é o melhor resultado do 1º semestre desde 2004”, afirmou o ministro.

Garibaldi Alves disse, ainda, que o déficit da Previdência Social deve chegar a R$ 39,8 bilhões este ano. Segundo ele, se isso se confirmar, essa vai ser a primeira queda desde 2008. No ano passado, as contas do INSS fecharam com um rombo de R$ 42,8 bilhões.

“Estamos com uma tendência de redução da necessidade de financiamento do RGPS (Resultado Geral da Previdência Social)”, defendeu Garibaldi. (Diário do Nordeste)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation