Por obrigação

Fazem todo sentido as ponderações e reclamações de empresários acreanos sobre a construção da ponte sobre o Rio Madeira, na divisa do Acre com Rondônia. Já se reuniram também com empresários de Rondônia, mas há mais gente que deveria estar empenhada, por obrigação, neste projeto: as bancadas federais dos dois estados.

Por todos os motivos já sobejamente expostos, trata-se de uma obra de fundamental, estratégica para o desenvolvimento dos dois estados a curto e médio prazos. Primeiro, para evitar o desabastecimento dos mais diversos produtos, como ocorre em todos os períodos de estiagem. Como está acontecendo agora, com caminhões e outros veículos tendo que esperar até 12 horas para fazer a travessia.

Depois, se se quiser pensar em outros grandes projetos como a interligação com a Transoceânica, a instalação da Zona de Exportação e outros não há como sem a construção dessa ponte. Não dá para depender de uma balsa.

Sabe-se que já existem projetos para a sua construção. É preciso, porém, que a bancada federal acompanhe de perto sua tramitação e, sobretudo, exija o começo das obras. Foram eleitos para defender os interesses maiores do Estado e este é um deles, um dos mais necessá-rios e urgentes.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation