Álcool volta a subir e só compensa em três Estados

Depois de registrar leve baixa na semana passada, o preço do álcool voltou a subir – de R$ 1,99 para R$ 2 – nos postos do país e agora só leva vantagem sobre a gasolina em Goiás, Mato Grosso e São Paulo, segundo a pesquisa mensal de preços da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgada na sexta (26).
alcool
A pesquisa de valores da agência leva em conta os preços praticados em cerca de 9.000 postos brasileiros entre o último domingo (21) e sábado (27).  Na semana passada, o combustível derivado da cana-de-açúcar também compensava no Tocantins. Agora, o litro do etanol custa R$ 2,05, enquanto a gasolina sai por R$ 2,93. No cálculo, ainda compensa encher o tanque com o derivado da cana-de-açúcar.

Assim como em medições anteriores, os motoristas do Mato Grosso encontram o litro mais barato do país – a média de preços é de R$ 1,71. Em São Paulo, o álcool custa, em média, R$ 1,81 e, em Goiás, o litro sai por R$ 1,83.

Você mesmo pode calcular qual combustível é mais vantajoso ao chegar no posto de gasolina. Para isso, basta dividir o preço do álcool pelo da gasolina. Se a conta ficar abaixo de 0,7, compensa encher o tanque com álcool e, se ficar acima, vale a pena escolher a gasolina.

A gasolina continua com ampla vantagem no país, já que compensa em 23 Estados brasileiros e no Distrito Federal. O Acre tem o preço mais salgado do país, onde o combustível é comercializado por R$ 3,10 em média.

No Rio de Janeiro, o litro da gasolina custa, em média, R$ 2,82, enquanto o álcool vale R$ R$ 2,20. Em Pernambuco, a gasolina sai por R$ 2,75, contra R$ R$ 2,25 do álcool. (R7)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation