PF prende engenheiro e motorista por peculato

Policiais Federais da superintendência acreana prenderam na última quinta, 11, duas pessoas que estariam comercializando, ilegalmente, caçambas com terra no município amazonense de Boca do Acre. Os presos são o engenheiro responsável pela obra de recuperação da orla fluvial e o chefe dos motoristas de caçamba da prestadora de serviços. O esquema estaria rendendo lucro estimado de R$ 3 mil diários com a venda irregular de materiais retirados da obra.

Os criminosos foram enquadrados por peculato, crime caracterizado pela apropriação/desvio indevidos de bens públicos em proveito próprio. Nesse caso específico, os responsáveis pela recuperação da orla, ao executarem a obra pública devidamente licitada, se equiparam aos funcionários públicos. Os mesmos serão julgados pela Justiça amazonense e poderão ser punidos com pena que varia entre 2 e 12 anos de prisão.

Na presença de policiais, os presos tentaram negar a autoria. Contudo, os desdobramentos da investigação identificaram dezenas de testemunhas que haviam sido ludibriadas a comprar aquele material para aterro. O material da obra, pertencente à prefeitura, deveria ser doado para a população que necessitasse de reforço nos aterros residenciais francamente afetados pelas chuvas e conseqüentes enchentes fluviais.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation