Henrique Afonso destina emendas para capacitação na zona rural

Vinte turmas recebem cursos de avicultura, horticultura orgânica, sistemas agroflorestais e processamento de derivados de leite através do Centro de Formação e Tecnologia  (Ceflora).

Em média 20 turmas de agricultores de vários ramais estão participando  de uma série de cursos oferecidos através do Plano Setorial de Qualificação (PlanSeq), parte integrante do Plano Nacional de Qualificação, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que procura atender demandas emergenciais, estruturantes ou setoriais de qualificação.

Os recursos para a realização dos cursos são provenientes de emenda do deputado federal Henrique Afonso (PV-AC). Dez turmas recebem cursos de Horticultura Orgânica e Sistemas Agroflorestais (SAFs); seis turmas têm cursos de Roçados Sustentáveis e Avicultura e quatro turmas tem cursos de Processamento de Derivados de Leite.

Várias entidades como o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Fundação Roberto Marinho estão envolvidos no projeto.

A agricultora Maria Edna Vale da Silva, da comunidade São José, participa dos cursos de agricultura orgânica e SAFs. Ela conta que em sua propriedade são cultivados milho, feijão, arroz e mandioca, produção que é comercializada em Cruzeiro do Sul. Seu interesse atual é entrar no ramo da horticultura, na qual já tem alguma experiência no cultivo de pimenta de cheiro. “Minha expectativa é diversificar a produção e os cursos estão me mostrando o que não sei. Estou muito satisfeita com este apoio do governo”.

Em Rio Branco, cerca de 200 produtores rurais da Estrada de Porto Acre Km 14 e Km 20, Transacreana Km 17, Colibri e Baixada Verde, também recebem curso de Sistemas Agroflorestais – SAFs e Horticultura Orgânica, Roçados Sustentáveis e Avicultura, e Processamento Artesanal de Derivados de Leite. (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation