Haiti recebe ajuda brasileira em reabilitação

Governo brasileiro vai apoiar a construção de um hospital e mais dois serviços específicos de reabilitação; unidades também atenderão a vítimas do terremoto que assolou o país em 2010

O governo brasileiro vai conceder novo apoio ao Haiti, desta vez para a construção de um hospital e mais dois serviços destinados à área de reabilitação. A ajuda brasileira ao Haiti se intensificou em 2010, após as conseqüências do terremoto que assolou o país.

Serão construídos um Hospital Comunitário, além do Instituto Brasil-Haiti de Reabilitação e também um laboratório de órteses e próteses, com o apoio do governo cubano. Os serviços, inéditos naquele país, funcionarão na localidade de Bon Repos, próxima à capital Porto Príncipe.  As três unidades vão beneficiar cerca de 250 mil haitianos por ano.

Com o terremoto do ano passado, o número de pessoas amputadas superou 7 mil. O Brasil vai repassar  5 milhões de dólares para a construção dos três serviços. Outros 2 milhões de dólares serão aplicados em equipamentos médicos. As obras deverão ser concluídas até maio de 2012.  Para trabalhar no Instituto Brasil-Haiti de Reabilitação, serão contratados cerca de 50 profissionais haitianos da área de saúde, com recursos da Agência Brasileira de Cooperação. OInstituto Albert Einstein oferecerá atividades de capacitação.

“A cooperação entre os países é uma via de mão de mão dupla. Todos se beneficiam. Na área da saúde as equipes brasileiras também aprendem a lidar com situações críticas e trazem este conhecimento quando retornam para Brasil, mais qualificados e com mais ferramentas diante das necessidades nacionais”, avalia Eduardo Botelho Barbosa, chefe da Assessoria Internacional do Ministério da Saúde do Brasil. O representante brasileiro salienta que o compromisso do Ministério da Saúde vai além da simples assistência médica. “O auxílio do Brasil será a longo prazo e contribui com o processo de fortalecimento de todo o sistema de saúde haitiano.”

As iniciativas atendem também aos compromissos assumidos pelo Brasil quando da assinatura do Memorando de Entendimento Brasil, Cuba e Haiti para o fortalecimento do sistema de saúde e de vigilância epidemiológica no Haiti, firmado em 27 de março de 2010. Com o memorando, os Ministérios da Saúde dos três países se engajaram juntos na reconstrução do setor de saúde do Haiti, após o terremoto de 2010.

APOIO – O Ministério da Saúde brasileiro já doou ao Haiti 30 ambulâncias com equipamento básico de atendimento, além de oferecer capacitação técnica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu 192).

Esta ação teve como objetivo estruturar um sistema nacional de urgência e emergência no Haiti. Também foram doadas pelo Ministério da Saúde 360 toneladas de medicamento para o tratamento dos casos graves e moderados de cólera.

O auxílio brasileiro ao Haiti vale-se dos recursos extraordinários do Ministério da Saúde aprovados pelo Congresso Nacional no ano passado, conforme a Lei 12.239, para operações de assistência especial no exterior e assistência humanitária ao Haiti, em iniciativas voltadas para a saúde. As compras foram planejadas pelo Projeto de Cooperação Sul-Sul de Fortalecimento da Autoridade Sanitária do Haiti – o Projeto Tripartite. (Agência Saúde)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation