Moradores do Belo Jardim protestam em frente à Câmara

Dezenas de moradores do bairro Belo Jardim fizeram ontem, na Câmara Municipal, um protesto exigindo melhorias no trânsito da BR-364. Só neste ano já foram 260 acidentes e 3 mortes nos primeiros 30 Km do trecho entre Rio Branco e Porto Velho. Há cerca de 2 semanas, a comunidade fechou a BR-364 por quase 4h, após a morte de uma moradora. O vereador Marcelo Jucá (PSB) apresentou um requerimento solicitando a construção de 2 rotatórias e 1 passarela.

Recebida pela Mesa Diretora e com direito a assentos no plenário, a comissão de moradores relatou aos parlamentares os problemas causados pela falta de sinalização. “Precisamos, urgentemente, de barreiras de contenção, 2 rotatórias, lombadas e outras forma de evitar com que os carros passem em alta velocidade”, disse um dos organizadores do protesto, Clendes Vilas-Boas.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal no Acre (PRF/AC), Getúlio Azevedo, informou que já existem ‘intervenções’ no trecho. “Por causa da crescente escala de acidentes, o Departamento Na-cional de Infra Estrutura e Transporte (Dnit), o Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre) e a PRF estão instalando pardais, construindo lombadas e levantando barreiras”, disse ele.

Às margens da BR-364 há cerca de 10 bairros. Eles fazem parte da ‘Regional 7’. O representante destes moradores e presidente da Associação do Belo Jardim, Antônio Costa Rodrigues, mostra, com dados da própria PRF, que os acidentes cresceram mais de 50% com relação ao mesmo período de 2010. “Caso as autoridades não atendam as nossas reivindicações, vamos novamente fechar a BR-364”, ameaçou o líder comunitário. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation