Pólo Industrial de Cruzeiro do Sul ganha 16 novas indústrias

Novos empreendimentos que contam com apoio do Governo do Estado, garantem a geração de emprego e renda para o Juruá

O Pólo Industrial de Cruzeiro do Sul vai receber nos próximos meses 16 novas indústrias. O governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Serviços, Ciência e Tecnologia (Sedict) está investindo mais de R$ 4,1 milhões para garantir a instalação dos novos empreendimentos.

A instalação das indústrias foi aprovada durante reunião da Comissão da Política de Incentivo à Atividade Industrial (Copiai), realizada pela primeira vez em Cruzeiro do Sul, durante a Expoacre Juruá, nesta sexta-feira, 2. Foram avaliados 29 processos de empreendimentos do município e de Rio Branco.

Os membros da Copiai aprovaram a concessão de terrenos com galpões para 14 indústrias do setor marceneiro e moveleiro de Cruzeiro do Sul. Também foram aprovados os pedidos para a instalação da fábrica de Café Náuas e da Metalúrgica Nunes.

“Isso representa um novo momento para nossa categoria. Esse apoio do Governo é de fundamental importância para que possamos continuar trabalhando, garantindo o sustento da nossa família e ajudando com o desenvolvimento da nossa região”, destacou o presidente da Cooperativa dos Marceneiros de Cruzeiro do Sul, João Evangelista.

Com isso, os empreendimentos que atualmente estão em áreas urbanas e até de risco, ganham um novo endereço. A medida garante a geração de pelo menos 100 novos empregos diretos, beneficiando marceneiros que enfrentavam dificuldades para trabalhar.

O Governo está investindo, inicialmente, R$ 4,1 milhões para a construção dos galpões. Além disso, serão feitos investimentos para aquisição de equipamentos coletivos como estufa, espaços para pintura, secagem, acabamento e outros.

Com os novos empreendimentos o Pólo Industrial de Cruzeiro do Sul contará com 22 empresas, garantindo a produção de novos produtos e a geração de emprego e renda para centenas de famílias.

A construção dos galpões faz parte do programa de Apoio ao Setor Marceneiro e Moveleiro do Acre, que está sendo desenvolvido, possibilitando o aquecimento do setor, com apoio do Governo em áreas importantes como o acesso à matéria-prima legalizada, compras dos produtos por parte dos órgãos públicos, legalização dos empreendimentos e a modernização do setor.

“Essa é uma decisão do governador Tião Viana. Nós estamos trabalhando muito para garantir melhores condições de trabalho para os marceneiros e moveleiros de todo Estado. A construção dos galpões está em fase avançada e muito em breve faremos a entrega para a categoria”, garante o secretário Edvaldo Magalhães. (Ascom Sedict)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation