Restituição na conta de mais de 8 mil contribuintes do IR no Acre

A Receita Federal do Brasil vai depositar amanhã (15/9), a restituição do 4º lote multiexercício do Imposto de Renda da Pessoa Física Exercícios 2011, 2010, 2009 e 2008. Para saber se terá a restituição liberada nesse lote o contribuinte deve acessar o site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone 146.

No Acre, 8.106 contribuintes foram contemplados neste lote. Juntos eles vão receber um montante de R$ 2.133.945,74. O dinheiro estará disponível na conta bancária informada pelo contribuinte na sua declaração.

Para o exercício de 2011, serão creditadas, no estado, restituições para um total de 2.283   contribuintes, totalizando a soma de R$ 2.052.154,03, já acrescidos da taxa Selic de 4,99%  (maio a setembro/2011).

Com relação ao lote residual do exercício de 2010, serão creditadas, no estado, restituições para um total de 57 contribuintes, totalizando um montante de R$ 69.681,08, já atualizados pela taxa Selic de 15,14 %, (período de maio de 2010 a setembro de 2011).

Quanto ao lote residual do exercício de 2009, serão creditadas restituições para um total de 10 contribuintes, totalizando um montante de R$ 11.185,42, já atualizados pela taxa Selic de 23,60%,(período de maio de 2009 a setembro de 2011).

Já o lote residual do exercício de 2008 contemplará 4.302 contribuintes, que juntos receberão R$ 925,21, valor já atualizado pela taxa Selic de 35,67%, (período de maio de 2008 a setembro de 2011).

Quem não informou o número da conta para crédito da restituição deverá se dirigir a uma das agências do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento BB 4004-0001 (capitais – clientes do BB), 0800-729-0001 (demais localidades – clientes do BB), 0800-729-0722 (capitais e demais localidades – clientes e não clientes do BB) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta corrente ou de poupança em seu nome, em qualquer banco.

Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição poderá receber a importância disponível no banco e reclamar a diferença na unidade local da Receita. (Assessoria Receita Federal)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation