Homem mata pastor e depois chantageia família da vítima

Depois de assassinar covardemente  o pastor Clédison Gomes dos Santos, 31 anos, no último domingo na colônia Pirapora, Ramal jarinaua na Transacreana, o ex-cunhado da vítima e também seu algoz, Clédison Gomes dos Santos, 31anos, está ligando para a  viúva e para o irmão da vítima pedindo dinheiro para custear as despesas do processo.

irmaopastor
Pedro Gomes, irmão do pastor assassinado, pede proteção policial


Segundo Pedro Gomes, irmão do pastor assassinado, Clédison está ameaçando toda a família, caso eles não dêem R$ 2,5 mil para pagar seu advogado.

“Meu irmão era tudo para nós, o esteio da família, um homem de Deus e que desde a morte de nossos pais cuidava de toda a família. Agora, além de matar meu irmão ele quer que a gente pague o advogado para defendê-lo e está ameaçando toda a família”, desabafa Pedro que concluiu dizendo “queremos proteção policial, por que a qualquer momento ele pode tentar contra a vida de outra pessoa e destruir ainda mais nossa família”.

A  viúva ainda ligou para a polícia denunciando o local provável de onde estaria escondido o acusado, mas depois de fazer uma varredura do bairro Calafate a polícia desistiu.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation