Vendaval provoca destruição em ruas e casas de Rio Branco

O temporal acompanhado de fortes ventos que atingiu Rio Branco no último domingo deixou um rastro de destruição por onde passou. Na Boulevard Augusto Monteiro, no bairro Quinze, coberturas de casas vieram ao chão, postes caíram e carros ficaram destruídos. Na rua 15 de novembro, Beco da Solidão, no bairro Belo Jardim I, uma família ficou desabrigada.
Vendaval
Moradores, comerciantes e populares que passavam na Boulevard Augusto Monteiro no bairro Quinze na tarde de domingo, 11, viveram momentos de terror quando um vendaval atingiu aquela região derrubando cobertura de casas, comércio, derrubando poste, caixas d água e destruindo veículos.

O vendaval teve início por volta das 13h e em pouco tempo deixou um rastro de destruição e medo.

O bairro ficou sem energia elétrica devido à queda de dois postes, casas ficaram sem telhados e um comércio teve a cobertura arrancada inteira e arrastada pela força do vento caindo em cima de outras casas e carros estacionados a margem da rua.

Segundo a comerciante Rosilene da Silva, 29 anos, proprietária de um bar que teve o comércio arrancado pelo vendaval, foi muito rápida a ação da natureza e ela afirmou ter ficado impressionada como o vento conseguiu arrancar a cobertura com peças de madeiras de oito metros de comprimento que pesam muito.

“Fiquei paralisada em estado de choque vendo tudo aquilo subir pelos ares como se fosse papel. O barulho que de tudo sendo arrancado e levado pelo vendaval é algo indescritível e o pior é ver tudo caindo em cima das casas e carros” afirmou a mulher ainda assustada.

Dois postes de energia elétrica também foram arrancados e a empresa que presta serviço a Eletrobrás tentava restabelecer a energia retirando a fiação que ficou enroscada nas arvores carros e casas.
Vendaval_2

Vendaval_3

Vendaval_4

Vendaval_5

Vendaval_6

Vendaval_7

Vendaval destrói casa e deixa família desabrigada no Belo Jardim
Vendaval_8
O vendaval também destruiu uma casa localizada na Rua 15 de novembro, Beco da Solidão, bairro Belo Jardim I, deixando uma família desabrigada.

Segundo informações do proprietário da casa Evangelista Maia do Carmo, ele estava em casa com a mulher que esta grávida de seis meses e os quatro filhos, quando o vendaval seguido de uma chuva forte começou.

O vento forte arrancou a cobertura da casa e em seguida às paredes foram abaixo. “Foi um desespero, os móveis e eletrodomésticos foram destruídos, só tive tempo de proteger meus filhos e minha mulher. Terminei de construir essa casa há seis meses, agora não sei o que fazer da minha vida” desabafou Evangelista.

Vendaval_9

Vendaval_10

Vendaval_11

Vendaval_12

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation