Governo investe R$ 4,5 milhões na agricultura familiar

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai garantir a compra antecipada para formação de estoque de parte da produção de castanha-do-brasil, através da Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre (Coperacre), e de produtos da agricultura familiar para doação simultânea. A operação vai chegar a R$ 4,5 milhões, afirmou o superintendente da Conab no Acre, Filomeno Gomes de Freitas, em reunião nesta terça-feira, 13, com o secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Lourival Marques.

Os recursos do Programa de Aquisição de Alimentos do MDA na modalidade compra antecipada para formação de estoque permitirá que na safra desse ano a cooperativa tenha recursos para adquirir 100 mil latas de castanhas direto do extrativista. “A agregação de valor é o maior ganho dos cooperados porque a Cooperacre comercializa o produto após beneficiar”, explica, Filomeno Gomes de Freitas.

A Cooperacre deve pagar R$ 15 pela lata in natura da amêndoa. “É um recurso importante para que a Cooperacre consiga trabalhar ao longo do ano, comprando e estocando a castanha até que ela seja beneficiada e revendida”, explicou o secretário da Seaprof, Lourival Marques. A cooperativa trabalha com 1,5 mil famílias associadas em todo o Vale do Acre, região de incidência da castanha, mas não deixa de comprar a amêndoa de outros extrativistas, chegando a beneficiar 2 mil coletores.

Dos recursos garantidos pela Conab, R$ 3 milhões serão destinados à compra da produção com doação simultânea, o que permitirá que o programa consiga beneficiar todos os 22 municípios do Estado. Entre as novidades está a inserção do peixe como produto integrante do programa garantindo mercado. Serão destinados R$ 100 mil para a compra do peixe das Colônias de Pescadores. “Conseguir chegar a todos os municípios, vencendo barreiras que antes se apresentavam instransponíveis, é algo singular na história do Acre”, disse Marques.

O PAA garante a compra da produção dos agricultores familiares cadastrados, sendo uma ação estruturante do programa Brasil sem Miséria. O Programa de Aquisição de Alimentos atende hoje 14 municípios e beneficia mais de 1.400 produtores familiares e mais de 40 mil pessoas através dos trabalhos desenvolvidos por entidades socioassistenciais. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation