Assentamento do juruá recebe Crédito Fomento

Assentados do Incra no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Jamil Jereissati, Vila Lagoinha, zona rural de Cruzeiro do Sul já estão sendo beneficiados com crédito instalação na modalidade fomento, que incentiva a produção, beneficiamento e comercialização de alimentos provenientes de assentamentos.

O crédito fomento é uma política pública do Incra para incentivar a produção nos assentamentos. Cada uma das 57 famílias do assentamento Jamil Jeressati, beneficiadas com o crédito fomento no valor de R$ 3.200 vão poder investir em criação de animais, ferramentas, insumos e maquinários agrícolas.

No caso desse PDS, a aplicação do crédito fomento é resultado do esforço conjunto entre Universidade Federal do Acre (Ufac), Superintendência Regional do Incra, Secretaria de Agricultura de Cruzeiro do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal (Seafrof).

Cada uma das instituições parceiras deu sua contribuição, incluindo transporte até o assentamento, infraestrutura para o trabalho, corpo técnico, financiamento de bolsas estudantis e fornecimento de trator para construção de açudes.

As atividades de aplicação do crédito em campo vêm sendo executadas pelo grupo de extensão rural universitária, composto por professores e alunos da Ufac/Campus e Programa de Extensão Rural da Amazônia Ocidental, que já vem desenvolvendo atividades no PDS desde 2009 após a assinatura do I Termo de Cooperação Técnica entre a Ufac e o Incra.

Segundo o Prof. Eduardo Mattar, membro da equipe executora, o crédito é um incentivo para o agricultor familiar alcançar a estrutura mínima de trabalho, citando como exemplo a compra de equipamentos para beneficiar mandioca, animais para tração, roçadeiras manuais, vacas leiteiras, matrizes de suínos, galinheiros, tanques de pscicultura, entre outros

“Os produtores estão investindo em itens básicos para melhorar a produção ou agregação de valor dos produtos. Também uma oportunidade para o pequeno agricultor aumentar a renda e melhorar a alimentação familiar”. (Assessoria)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation