Oposição decide por candidatura única no interior e por unidade no 2º turno da Capital

 

Dirigentes de partidos da oposição anunciaram na manhã de ontem, no auditório da Aleac, que a aliança terá candidatura única no interior. A intenção é vencer no maior número possível dos municípios. Em Rio Branco, ficou acertado que os partidos estão livres para ter candidatura própria, sendo que todos estarão unidos no 2º turno.

 Numa aliança que vai reunir pelo menos 10 partidos, a oposição vai ter apenas 1 nome para disputar as prefeituras do interior do Estado. Os dirigentes definiram os critérios que serão utilizados para a definição dos candidatos.

“Essa é uma decisão madura de quem está disposto a executar um projeto de desenvolvimento para nosso Estado. Reunimo-nos e decidimos que vamos caminhar unidos no interior do Estado. Aqui em Rio Branco, como temos a opção de dois turnos, os partidos estão livres para ter candidaturas próprias, mas no segundo turno, vamos unir forças”, explicou o deputado federal Flaviano Melo, presidente regional do PMDB.

 O senador Sérgio Petecão (PSD), considerado a maior liderança da oposição, agradeceu a decisão dos partidos e disse que a unidade no interior e também na Capital, é um passo importante para alcançar uma grande vitória nas urnas.

 Ele disse que os partidos estão discutindo com maturidade e visando apenas o fortalecimento da aliança. “Não é fácil reunir os partidos todos em torno de um projeto único. Mas estamos agindo com humildade e muita maturidade. Tenho certeza que estamos no caminho certo”, afirmou.

 Durante o ato, foi assinado um Manifesto à Sociedade Acreana, onde os partidos de oposição manifestam o desejo de caminhar juntos. Participaram do ato, representantes do PMDB, PSD, PSDB, PSC, PPS, DEM, PP e PT do B. Dirigentes do PSL e do PRTB enviaram cartas manifestando adesão ao bloco da oposição.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation