Alysson Bestene rebate agressões a Gladson Cameli

 O líder do PP na Câmara Municipal, vereador Alysson Bestene, saiu em defesa do presidente de seu partido, deputado federal Gladson Cameli, que foi agredido de forma “vil e covarde” pelo presidente do PT, Leonardo Brito. “A cúpula petista colocou um garoto de recado para assacar pessoas honradas”, declarou o parlamentar, ontem, em pronunciamento na tribuna da Casa.

 Alysson Bestene disse que o PP vai acionar a Justiça para repor a “verdade dos fatos”, além de interpelar Leonardo Brito. “Ele vai reafirmar na frente do juízo quem é medíocre e carreirista”, desfiou Bestene, para quem considera o dirigente petista um ”despreparado”. “O Gladson não tem uma nódoa ou mácula em sua trajetória política”, acrescentou.

 Depois que Gladson Cameli assumiu a direção do PP, a legenda foi a que mais cresceu no estado e, ainda no ano passado, tornou-se o quarto maior partido. “O que pode estar atrás dessas agressões gratuitas? Será que é por causa do prestigio do Gladson, que é membro da Comissão da Amazônia? Ou será porque o PP não é mais um partido satélite da Frente Popular do Acre”, questionou o progressista.

 O vereador lembrou, ainda, que Gladson Cameli, além de destinar mais 50 milhões em emendas parlamentares para os 22 municípios acreanos, é “legitimando” por dois mandatos de deputado federal. “Acho que a frustração desse moço é por causa dele ser suplente do Gladson. Mesmo com estruturas dignas de campanhas majoritárias, ele nunca consegue se eleger”, disparou Bestene.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation