Pular para o conteúdo

Paim inaugura Mega Store em Rio Branco

Livraria PAIM - OL 039 A Livraria Paim inaugura Mega Store. É uma das maiores do segmento ‘independente’ no Norte do país. Sem estar ancorada em bandeiras como Saraiva ou Siciliano, a Paim abre as portas com 30 mil títulos e cerca de 100 mil exemplares.

 Além de amplo espaço para a venda de livros, a livraria conta ainda com 3 salas prontas para alugar. A estrutura básica das salas já está montada, devendo ser adequada às necessidades dos futuros inquilinos.

 Outras 3 salas já estão alugadas para o Sebrae realizar treinamentos, cursos e capacitações de empreendedores. A Paim Mega Store conta também com um auditório (ainda não concluído) com 313 lugares.

 Os proprietários ainda não têm uma data definida para a inauguração do auditório, mas sabem que terá capacidade para receber não apenas palestrantes, mas dará condições até de apresentações de pequenos espetáculos teatrais.

 As obras demoraram 8 anos para serem concluídas e têm custo de aproximadamente R$ 4 milhões, incluindo o financiamento de R$ 2 milhões pelo Banco da Amazônia. Há 35 anos no mercado de livros, Manoel Paim diferencia a atual estrutura da loja antiga, localizada na mesma rua Rio Grande do Sul. “É uma loja mais confortável”, compara Paim.

 Havia certo temor por parte dos concorrentes da Paim em relação à provável entrada da livraria no segmento “dos livros de Direito”. “Vou entrar”, avisa. “A minha intenção sempre foi vender livro desde o prezinho até o Ensino Superior, mas Direito não é o nosso carro-chefe”.

 O risco das vendas de livros no segmento jurídico reside no curto ciclo de validade. Existe a necessidade constante de atualização do acervo. Para compensar o custo de comercialização, deve haver grande consumo, o que não ocorre no mercado regional.

 O carro-chefe da livraria Paim são os livros didáticos. A empresa é uma referência regional, o que lhe traz críticas por parte de alguns concorrentes que apontam a existência de monopólio na comercialização com o poder público.

 O fato é que, após 35 anos de atuação no mercado, a empresa hoje é uma das melhores estruturadas no setor. Atualmente, a empresa emprega diretamente cerca de 30 colaboradores.

Atividades com crianças devem ser retomadas
 Um dos diferenciais das vendas da Livraria Paim é a formação de leitores. Duas estratégias são usadas pela direção da loja: a locação de livros e as atividades de leitura com as crianças aos sábados pela manhã.

 Contação de histórias e apresentação de filmes infantis são feitas para a garotada que transita entre os livros e Ana Maria Machado, Lobato, Drummond e Manoel Bandeira. Aos poucos, o livro vai fazendo parte da rotina da criança; deixa de ser um objeto de apreciação e passa a ser um instrumento de diversão para a criança.

 Para os mais jovens, a locadora de livros era uma alternativa interessante para quem não tem espaço para livros em casa, mas gosta da boa literatura. O pagamento mensal tinha efeito acumulativo. No fim do ano, uma pequena “poupança” estava garantida e o cliente podia retirar em livros o equivalente pago à locadora.

 Nos últimos anos, a locadora foi perdendo público por causa da Biblioteca Pública que sanou, em parte, a carência de acesso a bons livros. “Ainda estou avaliando a possibilidade de retomar a locadora”, disse Paim, quase cedendo a reativação da locadora.