Pular para o conteúdo

Estudo revela perfil de acidentados de trânsito em Rio Branco

perfilacidentes
Dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) mostram que a maior parcela de condutores acidentados em Rio Branco é de homens entre 30 e 59 anos. A informação foi extraída de estatística tendo como referência o período de janeiro a junho de 2013. O estudo conclui ainda que as mulheres representam cerca de 20% dos envolvidos em acidentes, seja com ou sem vítima.

 A diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho, afirma que esse perfil tem mudado com o passar do tempo, uma vez que, há alguns anos, os jovens entre 18 e 29 anos lideravam essa estatística. Isso se deve, de acordo com a gestora, às campanhas de educação, que inclusive são mais absorvidas pela população mais jovem.

“Os homens geralmente são mais impetuosos, e isso acaba explicando um pouco o porquê de se envolverem mais em acidentes. Os trabalhos da educação e fiscalização, da Álcool Zero principalmente, têm ajudado aos jovens a adotar um perfil mais cauteloso no trânsito, seja como pedestre, ciclista ou motorista”, explica.

 O autônomo Álvaro dos Santos, 59, acha que as pessoas mais velhas têm maior dificuldade para adotar novas posturas no cotidiano e talvez por isso estejam se envolvendo mais em acidentes. Ele lembra que, em 1998, quando o novo Código de Trânsito passou a vigorar, foi muito mais fácil para seu filho se adaptar ao cinto de segurança do que para ele próprio. “A gente tem que entender que essas campanhas são para o nosso bem. É igual ‘carão’ [reprimenda] de pai e mãe, que a gente não gosta no começo, mas acaba entendendo que é para o bem do filho”, ilustrou.