Pular para o conteúdo

Sinplac derruba liminar contra ação do Sinteac

 O Sindicato dos Professores Licenciados do Acre (Sinplac) comemorou a suspensão da liminar de cassação do registro sindical da categoria, numa ação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), desde 2010, em que exige ser a única entidade sindical da categoria. O Sinplac tem 4 mil professores filiados e 12 anos de existência.

 Mas, segundo a presidenta do Sinplac, Alcilene Gurgel, a derrubada da liminar em 2ª instância não coloca fim na briga judicial. Ela disse que o Sinteac vai se movimentar no processo e a disputa jurídica continuará.

 “Fiquei muito decepcionada e triste porque tem espaço para os 2 sindicatos. Você observa que na Saúde há 5 sindicatos e nunca nenhum entrou com processo contra o outro. A única explicação que achamos é o interesse financeiro”, declarou a sindicalista, que não escondeu sua indignação e decepção.

 Com a suspensão, Alcilene reafirma que hoje o sindicato existe plenamente. Na 1ª decisão, em que o juiz Edson Carvalho Barros Junior decidiu pela cassação do registro sindical do sindicato, concluiu que o Sinplac feriu o princípio da unidade sindical. No relatório, o juiz afirma que a instituição representa ‘uma parcela da categoria, apenas parte dos professores que laboram no Estado’, ressaltou.

 A decisão estabelece, ainda, que apenas o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac) tem legitimidade para representar os professores. Carvalho deu ganho de causa ao Sinteac nos processos em que o Sinplac pleiteava a contribuição sindical.

 O fato que vinha sendo mantido em sigilo absoluto expõe a crise institucional entre as representações, às vésperas da eleição do Sinteac, que ocorre nesta quinta-feira, 29. Nela, disputam a Presidência do sindicato 6 chapas.