Pular para o conteúdo

OAB/AC recomenda que cinema de Rio Branco facilite e ofereça sessões com filmes legendados

A Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Acre (OAB/AC) recomendou que o único cinema do estado, o Cine Araújo, localizado no Via Verde Shopping, garanta a acessibilidade dos deficientes auditivos às sessões.

De acordo com Andrias Sarkis, coordenador de fiscalização da comissão, a acessibilidade é um direito que deve ser garantido e a forma mais comum é o uso de legendas em pelo menos uma sessão de cada filme ofertado.

“A única forma de um deficiente auditivo ter acesso ao cinema é por meio de sinais, que acontece em alguns estados do Brasil, mas em outros estados opta-se pelos filmes legendados. No Acre, nossa realidade é específica, não existe condição de colocar um tradutor em tempo real, então, a única opção seria essa”, afirma Sarkis.

Tecnicamente, os filmes nacionais também  deveriam disponibilizar uma sessão legendada, porém, segundo Sarkis, isso não é possível devido às produtoras.  “Eles alegam que em geral não tem a disponibilidade pela produtora. Infelizmente, isso tem que ser acatado e a ação tem que se dar com a produtora do filme”, afirma.

O coordenador afirma ainda que a acessibilidade do cinema é a mínima. “O cinema dá acesso para deficientes físicos, mas não está se preocupando da mesma forma com outros tipos de deficiência, como a visual e auditiva”, diz.

Procurado pelo G1, o Cine Araújo em Rio Branco, informou que a recomendação foi enviada para a matriz, em São Paulo, e está esperando o posicionamento da empresa sobre o assunto. (Do G1/AC)