Pular para o conteúdo

Oito corpos deram entrada no IML neste final de semana

 Neste fim de semana entre as 15 horas de sábado, 14, até às 23 horas de domingo, 15, oito corpos deram entrada no Instituto Médico Legal – IML de Rio Branco.

 Foram cinco vítimas de homicídio, uma de latrocínio (assalto seguido de morte), uma por acidente de trânsito, e o corpo de homem encontrado na cidade de Plácido de Castro dentro de uma residência, sem causa da morte identificada.  Até às 7 horas da manhã os dois corpos aguardavam o médico legista para serem autopsiados e liberados para a família velar.
Os corpos  da dona de casa Maria Madalena de Lima Nascimento, morta a tiros na noite de domingo, 15, no bairro Boa União e o corpo de um homem que ainda não foi identificado ainda estão no IML.

 O primeiro corpo a dá entrada no IML foi o de Jamilton Mesquita de Oliveira, 45 anos, vítima de acidente de trânsito ocorrido na BR 364. Na noite de sábado, 14, deu entrada o corpo de Jakelande Queiroz de Lima, 25 anos, morto com quatro tiros dentro de casa na rua Arco Iris no bairro Eldorado. Na madrugada de domingo, 15, deu entrada o corpo de Ismael Teixeira da Silva. De acordo com informações o crime ocorreu por volta das 2h da madrugada no bairro Mocinha Magalhães, a vítima foi assassinada a golpes de faca. A polícia ainda não tem detalhes do crime, como autoria e motivação.

 Ainda na madrugada de domingo, 15, por volta das 3horas deu entrada o corpo de Higo de Sales Charife, 33 anos, morto na estrada do bairro Adalberto Sena a tiros de arma de fogo. A polícia já iniciou investigação, mas não chegou à autoria. Por volta das 18h30 de domingo, 15 deu entrada o corpo de José Holanda da Silva, 28 anos, morto a tiros de espingarda na BR 364, altura do quilometro 38. A Polícia Civil de Sena Madureira alegou que já identificou um suspeito e que a prisão acontecerá logo.

 As 20h deste domingo, 15, deu entrada no IML o corpo da dona de casa Alcilene Costa de Moura, 27 anos, executada com um tiro de escopeta efetuado por um vizinho conhecido pelos apelidos de “Riba” ou “Pé de Boi”, crime ocorrido na rua da paz no bairro Recanto dos Buritis. O acusado fugiu após o crime.

 Na sequencia deu entrada o corpo da também dona de casa Maria Madalena Silva de Lima Macedo, vítima de latrocínio (assalto seguido de morte) dentro da residência na rua 15 de Julho, no bairro Boa União, quando a vítima, acompanhada do marido e outras pessoas fazia uma oração abençoando o alimento que pretendiam jantar e teve a casa invadida por dois homens armados recém saídos do presídio onde cumpriam penas por crimes de roubo, furto, tráfico e estupro. Mesmo sem nenhuma vítima reagir decidiram matar a dona de casa e ferir outra mulher. Os dois acusados foram presos por policiais militares do 3º Batalhão e Batalhão de Operações Especiais – BOPE.

Como os corpos de Maria Madalena e do desconhecido deram entrada após as 23 horas até às 10 horas desta segunda-feira, 16, ainda aguardavam para serem autopsiados.