Pular para o conteúdo

PF prende na fronteira colombiano acusado de cometer 15 assassinatos na capital do Equador

A Polícia Federal prendeu na quarta-feira (18), no Acre, o colombiano Eduardo Vásquez Ortiz, que estava sendo procurado pelas autoridades do Equador, onde é acusado por 15 assassinatos.

A prisão de Ortiz foi fruto de uma cooperação entre a PF e a Polícia Nacional do Equador. As corporações compartilharam informações sobre o fugitivo, que acabou preso pelo uso de um passaporte falso em território brasileiro.

Além dos assassinatos, Ortiz está envolvido na fuga em massa de 18 detentos da penitenciária de segurança máxima La Roca, em Guayaquil, no Equador.

Ele irá responder pelo uso de passaporte falso no Brasil e também enfrentará um processo de extradição para cumprir o resto da pena pelos homicídios a ele atribuídos.

Essa foi a 38ª prisão de um foragido feita por intermédio da área internacional da Polícia Federal neste ano.

Entre os detidos constam presos como o traficante colombiano John Freddy Manco Torres e o ex-primeiro ministro das Ilhas Turcos e Caicos, no Caribe, Michael Misick.

De acordo com a PF, “estas prisões transmitem o recado de que o Brasil não é um lugar seguro para criminosos que aqui tentem se evadir da aplicação da lei penal, assim como demonstram àqueles que buscam o exterior para fugir da justiça brasileira que a atividade policial não tem fronteiras”. (Severino Motta, do Jornal Folha de S. Paulo)