Pular para o conteúdo

“A relação do PSDB com o Vagner Sales é positiva”, diz Wherles Rocha

 O líder da oposição no parlamento acreano, deputado Wherles Rocha (PSDB), disse ver o lançamento da pré-candidatura do prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, ao governo do Estado como ‘saudável’ para a oposição. O tucano ressaltou que prevalecerá o diálogo entre os oposicionistas.

“O PMDB sempre foi um parceiro nosso. É um direito dele [PMDB] lançar candidatura. O prefeito Vagner Sales é um dos melhores gestores do Estado. Para se ter uma ideia, em Cruzeiro do Sul, são mais de R$ 20 milhões em obras em execução”, salienta o deputado tucano.

 Rocha acrescentou, ainda, que a candidatura de Sales pode representar a união da oposição que tanto é cobrada pela população e pelos partidos que compõem a Frente Popular do Acre (FPA).

“Nada impede do PSDB sentar à mesa e negociar. Talvez a candidatura do Vagner Sales reúna todo o pensamento da oposição em um só projeto. O que não podemos é sair com quantas candidaturas se queira. O povo pede unidade”.

 Questionado se Márcio Bittar poderia renunciar sua candidatura e apoiar Sales, o parlamentar afirma que tudo vai ser levado à mesa de negociação e dependerá das pesquisas. Entretanto, reafirma que Bittar é o mais preparado para a vaga de governador. “O que deve prevalecer é o diálogo. Ainda há muito tempo para se discutir isso”.

Quanto à vaga de senador, Wherles Rocha disse que tudo se afina para que o apoio seja dado ao nome do deputado federal Gladson Camelli (PP/AC), única liderança da oposição a pleitear a cadeira no Senado Federal.

 O líder tucano finalizou dizendo que o que se está em jogo não é apenas mudar de sigla partidária a governança do Estado, mas sim um projeto de desenvolvimento para o Acre. “O que queremos é mudar a forma de governar o Estado e não apenas mudar de partido”, finalizou.