Pular para o conteúdo

Adolescente é degolado a golpes de terçado em Brasiléia, logo após ser acusado de furtos

Um adolescente de 17 anos teria saído do Centro Socio-educativo em Rio Branco, onde cumpria medida socio-educativo pela prática de furtos em Brasiléia e em Rio Branco. Só que, 1 semana após a saída dele do centro, o rapaz foi assassinado. O crime aconteceu na noite de domingo, 29, no bairro Leonardo Barbosa, em Brasiléia, distante cerca de 250 quilômetros da Capital.

Segundo consta em um boletim de ocorrência na tarde de sábado (1 dia antes de o menor ser assassinado), teriam sido registrados 2 furtos na cidade. E o rapaz figurava como suspeito.

Em um dos furtos o adolescente era apontado como suspeito de roubar cartões de créditos e um aparelho celular de uma vítima. Cartões e um celular foram encontrados no bolso da bermuda que o adolescente vestia quando foi achado morto.

Polícia procurava rapaz
Por volta das 18h, o delegado plantonista determinou que agentes da Polícia Civil realizassem diligências na tentativa de apreender o adolescente. Isso porque havia registros de boletins de ocorrências contra ele. Em um outro BO, ele figurava como vítima de ameaça de morte. Sendo assim, a apreensão seria a medida mais certa para preservar a sua vida.

Por volta das 20h30, quando a polícia entrou em uma das ruas do bairro Leonardo Barbosa em busca do adolescente, ele foi encontrado morto a golpes de terçado.

Foram cerca de 9 golpes, sendo que 2 deles teriam o degolado. As outras terçadas foram espalhadas por várias partes do corpo.

A polícia ainda não tem ideia de quem teria cometido o crime, mas já iniciou investigação na tentativa de identificar e prender o acusado. A arma usada no crime também não foi encontrada. (L.C.)