Pular para o conteúdo

CEASA atende exigências e filia-se à organização mundial do comércio atacadista

 A Central de Abastecimento de Rio Branco (Ceasa) obteve esta semana mais uma vitória ao receber o Certificado de Filiação à União Mundial de Mercados Atacadistas (Wuwm, na sigla em inglês). Na prática, estar associada à Wuwm significa, entre outros benefícios, acessar diretamente e em tempo real todas as políticas, ferramentas, serviços e métodos produzidos pelo sistema atacadista mundial. No Brasil, apenas nove organizações estão filiadas à WUWM, entre elas a Ceasa, representada no colegiado pelo agrônomo Paulo Sergio Braña, diretor da central. “É mais uma conquista da Ceasa”, comemorou Braña. Para alcançar a filiação, a unidade venceu as etapas propostas de WUWM. A Ceasa já era filiada à Associação Brasileira de Centrais de Abastecimento (Abracen), núcleo sulamericano do comércio atacadista mundial.

 A Ceasa de Rio Branco põe por terra o discurso comum de que o Acre não produz nada. Seus números dizem o contrário disso: ali, são comercializadas 30 mil toneladas de alimentos por ano com movimentação financeira de cerca de R$30 milhões/ano. Uma única empresa, a Hernane é responsável pela comercialização de 19 mil toneladas de hortifrutigranjeiros por ano. E no próximo ano, lembra Braña, uma nova empresa aporta na Ceasa para ampliar ainda mais o fluxo econômico-financeiro da unidade. Com isso, a expectativa é que o movimento global cresça até 30% em 2014 na comparação com 2013.

 Sobretudo, a Ceasa tornou-se uma grande referência para a produção familiar do Acre. Nesta terça-feira, 19, a central ficou completamente lotada de agricultores que vendem para os programas públicos de abastecimento, como o PAA. Atualmente, há 400 produtores cadastrados na Ceasa, mas com o recente desenvolvimento de uma plataforma on line os agricultores poderão se cadastrar a partir de qualquer ponto de internet rural. Ou seja: não precisa deslocar-se até a cidade para fazer o registro.

 Além disso, a Ceasa segue o calendário de grandes eventos da produção familiar: entre os dias 19 e 23 de dezembro estará realizando mais uma edição da Feira do Peixe e da Agricultura Familiar projetando comercializar ao menos 20 toneladas de pescado e 50 toneladas de hortifrutigranjeiros.