Pular para o conteúdo

Pagamento do Bolsa Família deste mês injeta na economia acreana mais de R$ 15,4 milhões

O pagamento do benefício do Programa Bolsa Família do mês de novembro começou a ser pago nesta semana e até o próximo dia 30 deverá injetar na economia acreana R$ 15.429.274,00. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) 73.896 famílias no Acre recebem o benefício.

Em todo o país, o repasse será de R$ 2,1 bilhões para mais de 13,8 milhões de famílias em todo o país. O valor médio do benefício neste mês é de R$ 152,54. No Acre, o valor médio pago é de R$ 208,80.

O benefício do Bolsa Família fica disponível para saque durante 90 dias e o valor repassado depende do número de membros da família, da idade de cada um e da renda declarada. O pagamento inclui também a complementação de renda do Brasil Sem Miséria, que garante às famílias uma renda mínima de R$ 70 mensais por pessoa.

Para garantir o recebimento, as famílias devem estar em dia com a atualização cadastral, vacinação e cumprimento da frequência escolar. Os beneficiários do Bolsa Família recebem os recursos nos dez últimos dias úteis do mês, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS), que consta no cartão do programa.
Famílias beneficiadas do Bolsa Família devem atualizar cadastro até 13 de dezembro

Termina em 13 de dezembro o prazo para a revisão cadastral de cerca de 1,1 milhão de famílias beneficiárias do Bolsa Família que estão há mais de 2 anos sem atualizar as informações no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. No Acre, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) estima que mais de 6,3 mil famílias precisam atualizar as informações.

Rio Branco concentra a maior parte, são 3.779 famílias que precisam ir ao Centro de Atendimento de Programas Sociais (CAPS), no Centro de Rio Branco ou procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência.

Todos que se encontram nessa situação devem procurar o setor responsável pelo Bolsa Família em seu município para informar qualquer mudança com relação aos dados pessoais e à situação familiar, como, por exemplo, mudança de endereço, nascimento de um filho, casamento, viuvez, entre outros. Caso as informações não sejam atualizadas, o benefício dessas famílias poderá ser bloqueado a partir de 14 de janeiro de 2014.