Pular para o conteúdo

Imprensa de luto: Morre o jornalista Ezí Melo

O final de semana começou triste para a imprensa acreana, logo nas primeiras horas da manhã deste sábado, 7, a notícia da morte do jornalista Ezí Melo, 44 anos, natural de Cruzeiro do Sul, chocou a categoria. Ele enfrentava problemas de saúde, após se envolver em um acidente automobilístico em 2012. O velório acontece na capela São João Batista. Ezí Melo trabalhou durante cinco anos em A Gazeta.

Ezí atuou por mais de 30 anos no jornalismo acreano. Foi editor do jornal impresso O Rio Branco e dos sites Notícias da Hora e Agência de Notícias ContilNet. Prestou serviços na área de assessoria de imprensa para o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) e, recentemente, para a vereadora Eliane Sinhasique (PMDB).

Ezí começou o curso de jornalismo na Universidade Federal do Acre (Ufac), em 2007. O jornalista acadêmico, que nunca se cansou de procurar o conhecimento e partilhar toda sua experiência no jornalismo acreano, estava concluindo o curso, faltando apenas a defesa de monografia.

Melo deixou esposa, Carmem Vicente, e três filhas.

Sinjac divulga nota de pesar

NOTA DE PESAR

A Junta Governativa Provisória do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Acre recebeu com grande pesar a notícia da morte do jornalista Ezí Melo.

Ezí foi um dos personagens do jornalismo acreano, tendo trabalhado em todos os veículos de comunicação do Estado e realizado assessoria de imprensa a vários órgãos e instituições.

Vitimado por acidentes de trânsito que o afastaram das redações, Ezí faleceu na manhã deste sábado, 7, em sua residência.

Aos seus familiares, nossos sinceros sentimentos e que Deus abençoe a todos com paz e fé, para superar este momento de perda.

Rio Branco, 7 de dezembro de 2013.
Junta Governativa Provisória