Pular para o conteúdo

Prefeitura começa a construir abrigos no Parque de Exposições

Pref da autorização para costrução de box 2 Foto Marcos VicenttiCom o Rio Acre ultrapassando a cota de 12 metros, a prefeitura de Rio Branco, começou nesta segunda-feira, a executar as ações do Plano de Contingência com a construção dos primeiros cem abrigos no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, para onde serão levadas as famílias em caso de enchente do rio. O prefeito Marcus Alexandre e equipes da Semsur, Secretaria de Obras e Defesa Civil Municipal   estiveram no local, e várias medidas começam a ser tomadas: a Seop vai erguer os abrigos, a Semsur vai fazer a limpeza do local e a Secretaria Municipal de Saúde vai montar a estrutura de atendimento para o público que vai ficar no Parque.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, ten.cel. George dos Santos, o Rio Acre já dá sinal de vazante no Alto Acre, em Assis Brasil até Xapuri, mas o Riozinho do Rôla continua subindo, o que deixa todos em sinal de alerta. “Como a tendência é que as chuvas continuem intensas até abril, vamos intensificar o monitoramento nas áreas de risco e ficar prontos para atuar aqui no parque”.

O secretário adjunto de Saúde de Rio Branco, Oteniel Almeida, explica que todos os serviços, como consultas, aferição de pressão e glicemia, vacinação e distribuição de medicamentos serão garantidos no Parque, como ocorreu em anos anteriores.

O prefeito Marcus Alexandre quer toda a estrutura do Parque pronta mesmo que o Rio Acre baixe. “As pessoas que vêm para o parque porque tiveram as casas alagadas merecem toda nossa atenção e vamos oferecer os serviços que garantam uma boa estadia para todos. Cada secretaria vai fazer sua parte”, relata.

No ano passado, 384 famílias ficaram abrigadas no Parque de Exposições por causa da alagação do Rio Acre, que atingiu mais de 15 mil pessoas. (Texto e foto: Ascom PMRB)