Câmeras de segurança registram 25 flagrantes em Rio Branco em 2 meses

OperadoresDistribuídas nas cinco regionais de Rio Branco, as 30 câmeras de seguranças instaladas em novembro de 2013 registraram 25 flagrantes na Capital, 15 deles só no último mês. As informações são do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) responsável pelo monitoramento.

Os locais que recebem os equipamentos são escolhidos pelos comandantes de cada regional com base nos dados estatísticos de criminalidade. “Geralmente são locais conhecidos e bastante movimentados como o Centro, Aviário, Segundo Distrito, São Francisco, Tancredo Neves e outros”, comenta o coordenador-geral do Ciosp, Henrique Maciel.

Durante 24 horas, os pontos são acompanhados em tempo real por dois operadores que trabalham em escala em quatro turnos de seis horas. “Assim, quem comete algum tipo de delito pode ser identificado. A Polícia Militar é acionada, vai até o local e constata o crime. Desta forma 25 flagrantes foram lavrados e as pessoas foram presas”.

Além dos flagrantes, o sistema possibilitou também 29 averiguações, situações de alerta, que podem indicar que uma pessoa está em uma atitude suspeita.

“Por exemplo, quando uma pessoa passa muito tempo em um local, observando muito”, explica Maciel. Imediatamente é acionada a radiopatrulha (RP). Dependendo da situação, a PM realiza os devidos procedimentos, como pedir identificação e realizar revista.

Moradores de bairros onde foram instalados os equipamento acreditam que a medida possa reduzir os índices de criminalidade, mas defendem também a presença da polícia nessas comunidades. “Não vale a pena só você vigiar, é preciso atuar”, diz o universitário Elimar Nascimento. (Rayssa Natani/ Foto: G1/AC)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation