Pular para o conteúdo

Usuário de droga se apropria do antigo prédio da PF no Centro

Com a inauguração da nova sede da Polícia Federal (PF), na BR-364 em Rio Branco, no dia 27 de novembro de 2013, o antigo prédio na rua Floriano Peixoto, no Centro, tem sido o local usado como refúgio por vários usuários de entorpecentes. O imóvel era cedido à PF e é de responsabilidade do Governo do Estado.

Vidraças quebradas, portas abertas, papéis e chaves espalhadas, restos de materiais elétricos e até fezes podem ser encontradas no local. Um usuário de entorpecentes há 12 anos que prefere não se identificar, afirma que o prédio é utilizado todos os dias durante vários horários.

“Tenho uma casa no bairro Xavier Maia e uma em Tarauacá, mas quem usa droga não tem endereço. Meu endereço é aqui na sede da Polícia Federal. Eu não sei de quem é esse prédio, mas hoje ele é meu”, disse.

De acordo com ele, o local atrai os usuários devido à proximidade de um dos pontos de vendas mais conhecidos da capital acreana, o bairro Preventório. “Aqui em frente tem uma ‘bocada’, nós não precisamos ir muito longe. Hoje, eu uso droga dentro de um prédio que era da PF, isso é um desacato ou o quê?”, questiona.

O rapaz conta que a mudança de local da polícia ainda causa confusão entre as pessoas. “Uma coisa que me incomoda é quando estou usando, as pessoas batem na porta e perguntam se ainda é a polícia. Será que vai ser preciso eu colocar uma placa ou então vou ter que usar um colete e atender as pessoas usando drogas?”, pergunta.

Procurado pelo G1, o Governo do Acre informou que uma reforma será feita no prédio e depois disso algum dos órgãos institucionais será transferido para o local. Porém, a data da reforma não foi definida. (Caio Fulgêncio, exclusivo do G1/AC)