Pular para o conteúdo

“As pesquisas revelam que meu nome é mais forte do que todos da oposição hoje”, diz Tião Bocalom

 O ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom, e atual presidente do Democrata no Acre, confirmou que será candidato ao Governo do Estado. Segundo o presidente, seu nome apresenta-se como o mais preferível do eleitorado acreano, na oposição, sendo este o motivo principal que o leva a disputar o cargo majoritário.

 Em entrevista À GAZETA, o ex-gestor ressaltou que ainda não fechou a composição da chapa majoritária, que também tem o nome do senador Sérgio Petecão (PSD/AC) na discussão pela vaga à Casa Rosada. Ele acrescentou que o DEM ainda está em conversa com outros partidos de oposição para a formação de uma chapa sólida. 

“O meu nome é mais forte que o dele [Petecão]. As pesquisas revelam que o meu nome é mais forte do que todos da oposição hoje. Mesmo com o passar do tempo, meu nome ainda é aceito pela população do Acre. Os números dizem isso”, conclui Tião Bocalom.

 Questionado sobre a composição para o Senado, Bocalom desconversou. Disse que ainda é cedo para este assunto e que o foco no momento é o Governo do Estado. Acrescentou que esse nome sairá de partidos que compõem o bloco oposicionista formado por ele e Sérgio Petecão. 

“Não posso falar ainda sobre o Senado. Ainda estamos vendo com os partidos um nome que realmente seja o novo. Não tem nada fechado nesse sentido. O que há são conversas em torno disso”, considerou Tião Bocalom.

 Pelo quadro político apresentado, tanto na oposição quanto na situação a única vaga de senador será bem disputada e não terá candidatura única de ambos os lados. Outra novidade que corre nos bastidores da política acreana é que os divulgadores da Telexfree podem decidir as eleições no Acre neste ano. São mais de 70 mil divulgadores, número capaz de eleger um senador da República, se levado em consideração os familiares dos divulgadores.