Petistas não abrem mão da candidatura de Aníbal e caravana segue para o Juruá

 Militantes e dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) estão demonstrando disposição de não abrir mão de candidatura própria para a disputa ao Senado da República nas eleições de outubro. Essa posição tem ficado claro nas consultas feitas pela caravana do Diretório Regional que tem visitado os municípios acreanos indagando sobre a postura do partido sobre a questão. Dez municípios já foram visitados nos vales do Alto e Baixo Acre e Purus. Nesta quarta-feira, 29, a caravana segue para os municípios dos vales do Tarauacá/Envira e Purus.

 A expectativa é de que todas as consultas sejam realizadas até os primeiros dias de fevereiro para que sirvam de orientação para a decisão final do partido que deve ser tomada no Encontro de Delegados, uma das principais instâncias deliberativas do PT. O encontro deve ser realizado, também, até o dia 20 de fevereiro. A decisão tomada nesse evento deve ser levada para o Conselho Político da Frente Popular, que definirá sobre a candidatura ao Senado da coligação.
“Em todos os municípios que visitamos, observamos o desejo da base petista de manter a vaga que já ocupa no Senado, pois entende que o partido não pode reduzir seu tamanho no parlamento”, afirmou o senador Aníbal Diniz.

 O parlamentar disse acreditar que a posição dos militantes e dirigentes dos demais municípios será a mesma dos já visitados, haja vista que há um sentimento pró-candidatura que já vem sendo externado em quase todos os setores do PT acreano.

 Aníbal Diniz é um dos militantes do PT mais antigos. Ele participou da fundação do partido no Acre e esteve presente nos principais embates da sigla. O parlamentar também participou ativamente d os mandatos da Frente Popular no Acre. Foi secretário de Comunicação da prefeitura de Rio Branco, no mandato de Jorge Viana, de 1992/96. Também exerceu o cargo no governo do Estado, nos dois mandatos de Jorge Viana, 1999/2006 e no de Binho Marques, 2007/10.

 Em 2006, Aníbal Diniz foi eleito suplente do senado Tião Viana e, em 2010, quando Viana foi eleito governador do Acre, ele assumiu a vaga. Já no ano seguinte, Aníbal Diniz foi escolhido o sétimo parlamentar mais atuante do Senado. Ele também foi escolhido vice-presidente daquela casa.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation