Após alagação, famílias deixam a Expoacre e voltam para casa

voltacasa14 
A Prefeitura de Rio Branco começou nesta quinta-feira, 13, a levar de volta para casa às famílias abrigadas no parque de exposições da Expoacre por conta da cheia do rio Acre. 12 veículos de carga, sendo oito da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) e quatro da Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (Emurb) estão fazendo o transporte do mobiliário e pertences das famílias.

 Neste primeiro momento, estão sendo levados para casa moradores das regiões das cotas mais altas do rio Acre –ou seja: quem chegou por último ao parque são os primeiros a deixa-lo. Trabalhadoras como dona Raimunda Nonato do Nascimento saiu do parque às 10h, três horas depois de dona Francisca Ferreira de Queiroz, sua vizinha na rua Lourival Ribeiro, no Taquari. Dona Francisca mora há quatro anos na casa que alaga quando o igarapé que passa aos fundos recebe o refluxo da água do rio Acre. “Estou feliz por ter voltado para casa. Lá no parque fui bem tratada, não me faltou nada: a gente tem médico, assistente social, café, almoço e jantar”, descreveu dona Francisca.

 A operação de retorno começou a ser planejada na segunda-feira, 10, com a limpeza e remoção de entulhos das áreas atingidas pela alagação, com atenção especial na Baixada da Habitasa, Airton Senna, Baixada da Cadeia Velha, Seis de Agosto, Triângulo, Taquari, Adalberto Aragão e Base.

 Junto com a ação de limpeza das vias públicas, as famílias recebem o kit limpeza (balde, vassoura, sabão, água sanitária) para desinfectar a residência. Só assim, as casas são habitadas novamente.

 Os trabalhos seguem até que o parque seja completamente esvaziado, mas suas estrutura estará pronta para eventualidades. “Vamos manter nosso poder operacional em caso de necessidade”, disse o tenente-coronel George Santos, coordenador da Defesa Civil de Rio Branco.

voltacasa141

Assuntos desta notícia


Join the Conversation