Gazetinhas 26/03/2014

* Bip, biiiipeeee…Fura aí não mané! Ei ô, é a minha vez! Já tá acabando aqui também?

* Mas que agonia é esta, meu Deus.

* Foi assim, desse jeito que muitos motoristas se comportaram desde a noite de terça-feira até a noite de ontem.

* O pior foi a falta de sensibilidade dos organizadores da blitz Álcool Zero diante da necessidade de muitos motoristas de terem que abastecer.

* Na Avenida Ceará, por volta das 20 horas de segunda-feira, montaram uma operação dessas que só atrapalhou ainda mais a vida de quem precisava abastecer.

* Uma fila enorme na blitz logo se formou paralela às filas já caóticas de dois postos de combustível no local.

* Fiscalizadores, é preciso bom senso!

* E ontem à noite, mesmo com o anúncio de que chegou mais de meio milhão de litros de combustível, muito rio-branquense ainda se tumultuava nos postos.

* No zap-zap e no Facebook, o pau que rolou foi de mensagens de internautas perguntando onde poderiam se salvar.

* Até que um gaiato postou: “Alguém aí sabe onde eu arrumo dinheiro pra ir procurar um posto pra abastecer?”

* Quase 5 horas depois do anúncio da chegada da balsa, a fila do posto da rotatória da Antônio da Rocha Viana com a entrada para a Nova Estação já passava do jornal A GAZETA e alcançava a frente do prédio do IML.

* Vôti! Ah povo desconfiado.

* E pode faltar combustível, mas cachaça é no balde!

* Comerciante comentava ontem que um lote de 20 mil caixas de cervejas aportou em Rio Branco, antes mesmo da chegada da balsa de combustível.

* Mas ele não estava muito animado não.

* “Vinte mil caixas é um tapa. Vai bem rapidinho”, dizia.

* Falando sério: o certo é que os gestores nunca fizeram tanto no Acre, em tempos de enchente. 

* Na coletiva de ontem, via-se claramente o cansaço do governador Tião Viana e de sua equipe na busca por melhores alternativas para suprir as necessidades do Estado.

* O pior é que não se vislumbra, no curto prazo, nenhuma chance de que as águas do Rio Madeira possam baixar. 

* Pelo contrário.

* Informações do observatório da terra, que podem ser acessadas no link http://earthobservatory.nasa.gov/NaturalHazards/view.php?id=83346, mostram que o degelo nos Andes, associado à estação chuvosa, são a causa da inundação. Está em inglês.

* Duas fotos comparativas de satélites mostram rios bolivianos, no antes e no agora, e dão uma ideia perfeita do que vem acontecendo na região.

* De bom nisso tudo, só a massa de ar seco que chegou ao Acre no fim de semana.

* Alardeada como a primeira massa de ar frio pelo El Brujo Friale, ela chegou como um traquinho cujo estampido é que nem caldo de piaba: fraquinho, fraquinho.

* Mas o suficiente para reduzir as chuvas. Para a alegria dos recém-saídos dos abrigos em Rio Branco.

* Interino: Resley Saab

Assuntos desta notícia


Join the Conversation