Interoceânica é interditada por garimpeiros e compromete viagens de turismo ao Peru

BRENNA AMÂNCIO

O Consulado Peruano no Acre confirmou a notícia de que a Estrada Interoceânica, entre Puerto Maldonado e Mazuko, está bloqueada por manifestantes garimpeiros da região. Dessa forma, a passagem de veículos por via terrestre fica impossibilitada por tempo indeterminado.

Os manifestantes reivindicam a regulamentação do trabalho no garimpo. Sem entrar em acordo com o governo peruano, a situação já se estende a mais de 15 dias, ocasionando uma série de prejuízos.

O empresário Cassiano Marques, que atua no ramo do turismo, afirma que as vendas de pacotes de viagens já apresentam quedas. “Teríamos vendido o dobro nessa época da Semana Santa. Porém, esse manifesto gera insegurança e prejudica tanto a gente quanto o comércio exterior, por atrasar a chegada de mercadorias”, declara.

Cassiano afirma ainda que os garimpeiros estão permitindo somente a passagem de alimentos e do combustível vindos para o Acre.

Nesse tempo, a estrada foi liberada algumas vezes, sendo interditada em seguida. De acordo com o consulado, os ônibus de turismo não estão saindo de Puerto Maldonado dede que as manifestações começaram.

Durante o feriado prolongado da Semana Santa, muitas pessoas aproveitam para conhecer regiões famosas no Peru, como Cuzco e Lima. No entanto, dirigir até esses locais não é seguro no momento, afirma o funcionário do Consulado Peruano, Ricardo Vargas. “O recomendável é ir aos destinos desejados de avião. Não sabemos quando isso será resolvido”.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation