Sistema socioeducativo do Acre ocupa 1° lugar na execução das vagas do Pronatec

 pronatecprimeiro
O Acre ocupa o 1°lugar na lista de execução dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para as medidas socioeducativas, em 2014, com 3.051 vagas. Os dados são do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec).

 O Distrito Federal aparece em segundo lugar com 1.767 vagas. E em terceiro, está o Rio Grande do Sul, com 962 vagas. Já o Acre, por meio do Instituto Socioeducativo (ISE), preencheu mais de 1.500 vagas, somente no primeiro trimestre desse ano.

 Até 2011, o número de cursos profissionalizantes ofertados pelo Pronatec para o ISE era zero. No ano seguinte, foram registrados 60 vagas em cursos para os adolescentes em medidas socioeducativas. Já em 2013, esse número saltou para 1.385.

 De acordo com o ex-presidente do ISE, Henrique Corinto, que iniciou o trabalho de valorização da profissionalização nos Centros Socioeducativos, esse programa é a porta de saída da criminalidade para os adolescentes em conflito com a lei. “O avanço está quando vamos além dos muros. Nós demos três passos importantes para atingir esse ótimo resultado. Primeiro, foi levar esses cursos para a medida de internação. Segundo, dar essa atenção também aos adolescentes do Meio Aberto. E terceiro, estender as vagas para as comunidades onde os adolescentes estão inseridos”.

 Corinto lembra uma situação na Vila do Incra. Um adolescente problemático havia saído há pouco tempo da medida de internação. Responsável por diversos furtos no local, o jovem era rejeitado pelos moradores. “Nós disponibilizamos 30 vagas no curso de Eletricista para a comunidade, porém, com a condição de que o menino participasse de todas as aulas. Para não perder a oportunidade, as pessoas iam buscá-lo em casa quando ele faltava e o ajudavam asair do vício das drogas. Depois, descobriram que a família dele passava fome e deram assistência. Hoje o adolescente está empregado nas obras do Cidade do Povo, porque contou com o apoio da sociedade”, exemplifica.

 O ISE estendeu as vagas disponibilizadas pelo Pronatec também aos municípios dos adolescentes internados nos Centros Socioeducativos. Eles são: Rodrigues Alves, Mâncio Lima, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Feijó, Sena Madureira, Capixaba, Plácido de Castro, Acrelândia, Porto Acre, Senador Guiomard, Bujari e Rio Branco. A ideia é levar os cursos para todo Acre.
Segundo o coordenador do Pronatec no ISE, Tião Ferreira, os avanços são conquistas do governo do Acre em parceria com o governo federal. “Ao estender essas vagas à comunidade, não queremos apenas trabalhar a reincidência, mas também a prevenção”.

 Os principais parceiros e ministradores dos cursos são o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Instituto Federal do Acre (Ifac) e o Instituto Dom Moacyr (IDM).

Assuntos desta notícia


Join the Conversation