Tião Bocalom e Roberto Duarte Júnior viajam pela BR-364 rumo a Cruzeiro do Sul

Os pré-candidatos ao Governo do Estado, Tião Bocalom (Democratas), e ao Senado da República, Roberto Duarte Júnior (PMN), estão desde a tarde de quarta-feira, 2, viajando pela BR-364 rumo ao Vale do Juruá, parando para visitar amigos em Feijó e Tarauacá.

A primeira visita foi ao ex-vereador e pré-candidato a deputado federal Chicarlos (Democratas). Em seguida, eles foram até a presidenta do diretório municipal do partido e pré-candidata a deputada estadual, Nonata Dourada.

Na manhã desta quinta-feira, deram entrevista na Rádio FM Feijó, no programa do radialista Messias. Bocalom reafirmou sua posição de pré-candidato ao governo e falou de suas propostas para melhorar a vida das famílias acreanas, principalmente em relação à produção. “A natureza nos deu uma prova clara daquilo que sempre falei: que dependemos em tudo dos outros estados para vivermos. Foi só o Rio Madeira encher e fechar a BR-364 que o Acre parou. Filas enormes nos postos de gasolina e a falta de produtos como arroz, feijão, leite, trigo, milharina e até ovos são alguns dos problemas do isolamento”, disse Bocalom.

Aproveitando a participação de uma ouvinte na rádio que viajou 1 dia inteiro do seringal até a cidade com a filha doente e há 4 dias não consegue atendimento nos postos de saúde de Feijó, Bocalom disse que casos como esse não podem acontecer. “Olha, no Estado da Bahia, um médico ganha R$ 24 mil de salário, enquanto que no Acre o salário é de R$ 8 mil. Nossa proposta é fazermos convê-nios com as prefeituras, repassando mais recursos para pagar melhor estes profissionais da área da saúde e os mesmos trabalhem com mais dedicação. É fácil melhorar a saúde. Basta ter força de vontade”, disse.

Roberto Duarte Júnior disse que vai lutar no Senado pela melhoria da qualidade de vida da sociedade. Ele destacou projetos de Segurança Pública. “Não podemos mais esperar. Tem que ser feita uma atualização do Código Penal e lutarmos bravamente pela redução da maioridade penal, para punir os criminosos e mantê-los presos para que as pessoas de bem possam ter o ar da liberdade tirando as grades de suas casas”, disse Roberto. O pré-candidato ao Senado comentou também a pesquisa nacional em que 65% dos entrevistados no país afirmam que as mulheres que usam roupas que exibem o corpo são merecedoras de estupro. “Sou contra qualquer violência em desfavor das mulheres. Elas não merecem ser maltratadas. Merecem, sim, todo o respeito e receber uma rosa todos os dias. Os estupradores é que precisam de leis mais rígidas para não praticarem tais atos”, disse Duarte Júnior. (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation