Reforços de peso! Muricy e Sheik aderem à campanha #gessenopuskas

Campanha para ver Gessé no prêmio da Fifa ganhou o país
Campanha para ver Gessé no prêmio da Fifa ganhou o país

A campanha #gessenopuskas está ganhando o Brasil. Depois de ter o apoio dos companheiros do Atlético-AC e dos torcedores acreanos, o atacante Gessé, autor de um golaço de antes do meio-campo e de primeira no dia 20 de abril, na vitória por 4 a 1 em cima do Andirá, pelo Campeonato Acrea-no, ganhou reforços de peso. Entre eles, o técnico Muricy Ramalho, o atacante botafoguense Emerson Sheik e o apresentador Tiago Leifert.

O lance mais falado do momento aconteceu no estádio Antônio Aquino, o Florestão, em Rio Branco (AC). Gessé fez o gol que nem o rei Pelé conseguiu fazer em duas tentativas na Copa de 1970.

“Uma coisa difícil de fazer. Acho que todo mundo que vê esse gol quer vê-lo no Prêmio Puskas. A gente vai apoiar o Gessé para isso”, opinou Muricy Ramalho.

Gessé vive dias de fama e espera ter o nome no concorrido Prêmio Puskas no fim da temporada, enfrentando os maiores craques do planeta ao gol mais bonito do ano. A campanha está ganhando adeptos em todo o país.

“Sensacional. Ninguém acerta um chute daquele sem querer. Eu nunca fiz um gol desse cara, que inveja. Inveja boa. Tem que levar o Gessé para lá, com certeza (risos)”, declarou Sheik.

“Estamos engajados em uma campanha importante que é levar o Gessé do Acre para o Prêmio Puskas, da Fifa, de gol mais bonito do ano. Ele fez o gol mais bonito do ano. Compra esse smoking, Gessé, que nós vamos levar você para a Suíça”, disse o apresentador durante o “Globo Esporte SP”. (Globoesporte.com)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation