Pré-candidato ao Senado, Dr. Roberto Duarte, segue agenda no interior do Acre

O pré-candidato ao senado, Roberto Duarte (PMN), esteve na terça-feira, 6, novamente cumprindo agenda no interior do Acre. A primeira parada foi em Capixaba para um almoço com as principais lideranças daquele município, a exemplo do ex-prefeito Serraria, do empresário Machado, Marcinho Nolasco e Jorge Martins.

“Estamos muito motivados para construir uma aliança por uma Capixaba melhor, por um Acre melhor. Precisamos de nomes novos na política e o Dr. Roberto Duarte representa bem isso. Junto com Bocalom e Henrique Afonso, duas das mais experientes e importantes lideranças políticas do Acre, esse grupo, sem dúvida, será vitorioso”, disse Serraria.

Durante a tarde, Duarte visitou o Presidente do PMN, Carlito, e o Pastor José Luís Neto, juntamente com os obreiros Everton e Valmir, na vila hortigranjeira, na BR-317.
“Estou iniciando na política, porque acredito que o Acre pode se tornar um lugar melhor. Conversamos com várias lideranças sobre os projetos do meu pré-candidato ao Governo, Tião Bocalom, e sobre alguns projetos para o Senado da República. A receptividade, como sempre, foi maravilhosa e o povo entende e, cada vez mais, aprova essa aliança”, declarou Duarte.

Dentre algumas das propostas de Roberto Duarte, destaque para a polêmica luta pela redução da maioridade penal para os 16 anos. “Tenho debatido esse tema diariamente com os jovens e posso afirmar que parte desse anseio vem deles próprios. Aqueles que são a favor sabem que essa mudança não os prejudicaria, justamente por que não pretendem cometer ilícitos”, afirmou.

Duarte afirmou ainda que vai iniciar a discussão para que jovens acima de 16 anos possam tirar sua carteira de habilitação e, assim, contribuir com a abertura de mais uma porta de entrada no mercado de trabalho. “Se nossos jovens podem eleger um presidente, e se nós já estamos lutando pela redução da maioridade penal, onde poderão ser responsabilizados criminalmente pelos seus atos, estes não podem ser proibidos de dirigir um veículo. Acredito que não podemos apenas cobrar dos jovens, mas, principalmente, viabilizar direitos que possam aumentar as possibilidades e qualificações para o primeiro emprego”, Concluiu Duarte.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation