Ministério da Defesa envia reforço de 42 homens para auxiliar eleições do Acre

Homens do Exército atuarão em 280 localidades
Homens do Exército atuarão em 280 localidades

Com a finalidade de garantir a idoneidade do pleito eleitoral, que acontece neste domingo, 26, onde será escolhido o nome do próximo governador do Acre e presidente da República, o Ministério da Defesa envia ao Estado 42 soldados do Exército que irão trabalhar em conjunto com as demais polícias dando suporte à Justiça Eleitoral.

O objetivo principal é garantir a segurança do pleito e também auxiliar na logística de entrega de urnas em locais considerados de difícil acesso.

De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já foram destinadas tropas eleitorais para atuar em 280 localidades.

O TSE decidiu ainda que se alguma coligação desejar solicitar direito de resposta a alguma propaganda exibida na quinta terá 12 horas para fazê-lo. A defesa terá o mesmo tempo para apresentar sua argumentação. Caso haja contestação sobre propaganda divulgada na sexta-feira, o tempo para requerer direito de resposta e apresentar defesa cai para quatro horas cada.

Em decorrência disso, direitos de resposta podem ser exibidos no sábado, 25, véspera das eleições. Emissoras de rádio e televisão devem ficar de sobreaviso para eventuais exibições.

Segundo o presidente do Tribunal, Dias Toffoli, a medida é “extremamente pedagógica”, de modo a “constranger” os que fazem propagandas baseadas em ataques contra adversários políticos.

Lembrando que nesta sexta-feira irão ao ar as últimas propagandas eleitorais gratuitas no rádio e na televisão. Esse também é o prazo final para a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita e para a realização de debates, que não devem ultrapassar a meia-noite. Os presidentes das mesas também devem comunicar até esta sexta-feira que não receberam o material destinado à votação.

As propagandas feitas com alto-falantes ou amplificadores de som estão permitidas até sábado, 25, véspera da votação, entre às 8h e às 22h. A distribuição de material gráfico, a realização de caminhadas, passeatas e carreatas, além da divulgação de jingles ou mensagens dos candidatos por carros de som podem ser feitas também até às 22h.

No segundo turno das eleições, previsto para o próximo domingo (26), 143 milhões de eleitores elegerão o presidente da República e os governadores de 13 estados e do Distrito Federal. Apesar do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a votação será feita das 8h às 17h, obedecendo ao horário local. (Foto: Odair Leal/ A GAZETA)

Assuntos desta notícia