Por causa do Horário de Verão, TSE confirma atraso na apuração das Eleições

Devido a diferença de três horas, com o horário de verão, do Acre em relação a Brasília, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estima que a divulgação do nome do novo presidente da República, eleito neste domingo, deve atrasar cerca de meia hora. Com isso, o resultado final só será divulgado após as 20h, quando terminar a votação no território acreano.

Em todo o país, os locais de votação ficarão abertos até às 17h (no horário local). Desta forma, quando os eleitores do Acre acabarem de votar, já serão 20h nos estados que seguem o horário de Brasília.

O horário de verão 2014 teve início no último domingo, 19. Este ano, onze estados brasileiros tiveram que adiantar em uma hora dos relógios. A medida afeta bancos, programação da televisão e embarque e desembarque de voos. O final do horário de verão deverá ocorrer em 16 de fevereiro de 2015. O objetivo é proporcionar uma economia de energia nos horários de pico.

A mudança no horário ajuda a reduzir o consumo em cerca de 5% no período. Apesar disso, a economia será menor neste ano por causa da forte estiagem registrada no país. O horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932.

As regiões Norte e Nordeste não aderem ao horário de verão. A meta do Governo Federal é economizar R$ 278 milhões, valor 31% menor em comparação ao horário de verão passado, que resultou em uma economia de R$ 405 milhões.

Os estados que adotam a medida são: no Centro-Oeste; Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. No Sudeste; Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro. E no Sul; Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Tocantins e Bahia, que aderiram ao horário nos anos anteriores, ficarão fora da mudança.

O horário de verão deste ano vai ser mais longo que dos últimos anos. Começa à 0h do domingo e vai até 22 de fevereiro do próximo ano, totalizando 126 dias. Nos últimos 15 anos, a medida durou em média 121 dias.

Assuntos desta notícia