Falso sequestro faz mais uma vítima no interior do Estado

Funcionário público realizou depósito
Funcionário público realizou depósito

O golpe do falso sequestro fez mais uma vítima no interior do Estado nesta quinta-feira, 12. Desta vez a vítima foi um funcionário público, que não quis revelar o nome. Ele estava se preparando para embarcar em uma canoa para fazer um trabalho no Rio Iaco, quando atendeu a primeira ligação.

A ligação aconteceu às sete horas da manhã: “Nós estamos com sua filha. Sequestramos e vamos matar ela, se não depositar mil reais”, ameaçaram os criminosos. O pai, desesperado, alugou um táxi e veio para Rio Branco. Foi até a escola da filha e invadiu a sala de aula. Lá, viu a filha e soube que se tratava de um trote.

O funcionário público, antes de chegar até a escola, realizou um depósito de mil reais na conta de Greice Kelly Silva. Como prova ele mandou o comprovante de depósito. Os bandidos, sem saber que estavam sendo monitorados pela imprensa, fizeram a segunda ligação pedindo mais dinheiro.

Desta vez o pai foi mais tranquilo. Começou a dialogar com os acusados. “Estamos ficando mais nervosos”, ameaçavam os bandidos. “Queremos mais dinheiro, senhor”.

O funcionário público, muito emocionando e chorando, afirmou: “pensei que iriam matar minha filha. A gente fica logo desesperado e só pensa no pior”.

A vítima fez um boletim de ocorrência na Delegacia Central de Flagrantes. A polícia agora busca identificar e prender os suspeitos do trote.

Assuntos desta notícia