Presidiário é morto 12 horas após dar entrada na prisão

O detento Antônio Lucas Monteiro Catar, 22 anos, foi assassinado dentro da cela 14 do Pavilhão  ‘C’ do Presídio  Estadual  Dr. Francisco d’Oliveira Conde. Ele morreu por volta das 21 horas de sexta-feira, 20.

De acordo com informações,  o rapaz foi morto pelos demais presos. Ele teria sido conduzido para aquela unidade prisional na manhã de sexta-feira, autuado na Defla (Delegacia de Flagrantes) por danos ao Patrimônio  Público. Ele foi assassinado em menos de 12 horas após ter sido deixado na sua cela.

O que mais chamou a atenção no caso é que, pelas normas, ele deveria permanecer pelo menos dez dias no chamado corretivo. Isso  antes de ser conduzido para uma cela comum.

De acordo com informações, ele teria danificado uma sala do  Conselho Tutelar.

Detento foi assassinado na cela do presídio
Detento foi assassinado na cela do presídio
Assuntos desta notícia